Nelson Tembra Blog

Cidadania, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente

Planeta em transe

Publicação mostra que fenômenos violentos do clima e desastres naturais estão mais freqüentes e intensos no Brasil e no mundo

Durante séculos, o Brasil gozou de certa imunidade a fenômenos climáticos radicais, como ciclones tropicais destrutivos, secas prolongadas em locais antes bem servidos por chuvas, nevascas em locais inéditos e variações anormalmente bruscas de temperatura. De alguns anos para cá, no entanto, esses fenômenos passaram a ocorrer com alguma freqüência no País, refletindo as alterações no clima verificadas em várias partes do planeta.

Acompanhando o aumento da atenção dada por profissionais de diferentes áreas, cientistas e pelo público em geral aos efeitos da mudança climática, a revista SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL – ASTRONOMY acaba de lançar a edição especial Extremos do Clima, já disponível nas bancas.

Na publicação, o leitor encontrará imagens impressionantes e análises e informações qualificadas sobre as causas e os efeitos de desastres naturais ocorridos em todo o mundo e também no Brasil e no Hemisfério Sul.

A redação da parte brasileira da publicação ficou a cargo de Rubens Junqueira Villela, meteorologista formado na Universidade Estadual da Flórida, nos Estados Unidos, e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Ele cuidou ainda da revisão técnica do material originalmente publicado nos Estados Unidos.

“Essa edição especial é um belíssimo trabalho de divulgação científica, com uma série de estudos apresentados em linguagem simples. O leitor conhecerá os resultados de pesquisas muito recentes, feitas com instrumental ainda não disponível na América do Sul, como radares especiais. Há uma quantidade enorme de informações não encontradas em livros e mesmo em trabalhos científicos”, aponta Villela.

O meteorologista destaca os estudos relacionados aos oceanos, que têm influência cada vez maior no clima. “A revista traz dados que ajudam a comprovar, por exemplo, os efeitos do aquecimento das águas oceânicas e sua contribuição para que os furacões se tornem mais intensos e violentos”.

Para Villela, nos últimos 20 anos, os fenômenos violentos no clima estão aumentando de intensidade e em uma escala de tempo cada vez mais curta. “As evidências desses extremos estão fortes demais para ser ignoradas”, explica o professor.

Além de estudos dirigidos ao leitor especializado, a revista conta também com conteúdos para o público leigo, como glossário de termos comumente usados na meteorologia, dicionário de mitos relacionados ao clima e dicas de livros considerados referência na área.

Extremos do Clima é uma publicação da Duetto Editorial, custa R$ 13,90 e encontra-se em todas as bancas do País.

Pode ser adquirida também por meio do site  http://www2.uol.com.br/sciam/astronomytematicas2010/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SERVIÇOS AMBIENTAIS

Velocimetro RJNET

Estatísticas do Blog

  • 65,208 hits

Follow me on Twitter

%d bloggers like this: