Nelson Tembra Blog

Cidadania, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente

Evento dos Tribunais de Contas começa hoje em Manaus com o diretor do PNUMA

Começou hoje I Simpósio Internacional sobre Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas em Manaus. Promovido pelo Instituto Rui Barbosa, Tribunal de Contas do Estado da Amazônia e Governo do Amazonas o evento segue até sexta-feira (19).

“Temos que colocar um preço nos serviços oferecidos pela Natureza”. Esse é o pensamento do senegalês Bakary Kante, diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), um dos conferencistas que discursou hoje durante o painel I – GRANDES QUESTÕES AMBIENTAIS DA ATUALIDADE.

Para o diretor do PNUMA, ao preservar a sustentabilidade ambiental garantimos também a sobrevivência das pessoas. “Meu pai não tinha salário. Éramos em 12 irmãos. Então, como essas crianças cresceram com saúde? Graças aos serviços prestados pela Natureza”, afirma. E completou: “esse é o desafio: fazer com que todos entendam o quanto o ecossistema, a Natureza são importantes com a economia”.

Além de Bakary Kante, também estarão presentes especialistas como John McNeill, professor da Georgetown University, Nicholas Robinson, professor de Direito da Pace University, Parvez Hassan, ex-presidente da Comissão Mundial de Direito Ambiental, conselheiros de Tribunais de Contas europeus e ministros do STF, STJ e TCU.

O I Simpósio Internacional de Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas será aberto nesta terça-feira, 16, no Teatro Amazonas. As palestras serão realizadas de quarta a sexta-feira no Hotel Tropical. Mais informações no site www.simposiocontroleambiental.com.

Confira abaixo entrevista completa de Bakary Kante concedida à Assessoria de Comunicação do Instituto Rui Barbosa (IRB).

Bakary Kante é doutor em Ciências do Ambiente, é diretor da divisão de Direito Ambiental e convenções do PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente,  responsável por promover a conservação e incentivar o uso consciente dos recursos naturais. As mudanças climáticas são o foco atual do programa, além da gestão de ecossistemas e biodiversidade, uso eficiente de recursos, consumo e produção sustentáveis e a governança ambiental.

IRB: Como o senhor vê a iniciativa dos Tribunais de Contas de promover um simpósio para debater as questões ambientais?

Bakary Kante: Eu acho que já está mais do que na hora de conceder um pouco de nosso tempo por tudo que a Natureza já fez por nós. Tudo que a Natureza dá para nós tem um preço. O ar, a água provêm serviços para a Humanidade, para os governos, para a economia dos países. As pessoas acham que os recursos são abundantes, que não custam nada e por isso podem acabar com tudo. E isso não é verdade. Agindo dessa forma, podemos contribuir para uma catástrofe mundial. Eu agradeço pela iniciativa dos Tribunais de Contas. Com este simpósio, estão ajudando não só o Brasil, mas o mundo todo.

IRB: Como o senhor acha que os Tribunais de Contas podem contribuir com a preservação do Meio Ambiente?

Kante: Eu acho que a primeira coisa que devemos fazer é mostrar para todos que a Natureza provê muita riqueza para o País. E essa riqueza deve estar integrada às finanças nacionais. Quando os Ministérios da Fazenda entenderem o quanto isso é importante, eles serão mais responsáveis. Deixe-me contar minha própria história: até o ano passado eu jamais havia visto uma enfermeira. Meu pai não tinha salário, minha mãe não tinha salário e nós éramos em 12 irmãos. Então, como essas crianças cresceram com saúde? Graças aos serviços prestados por nosso ecossistema, graças à biodiversidade, graças à Natureza. Você sai e encontra todos os remédios sem gastar nenhum centavo. Esse é o desafio: fazer com que todos entendam o quanto o ecossistema, a Natureza são importantes com a economia.

IRB: O senhor nasceu em Senegal. Há semelhanças entre os problemas ambientais que ocorrem na África e no Brasil?

Kante: Sim, definitivamente. O Brasil é o paraíso da Natureza. A Amazônia é algo imensurável. Lá também há maravilhas, como a Floresta do Congo. Perdemos muitas coisas pela estupidez e pela ganância que destruíram muita coisa. Hoje existe desertificação por lá… tudo isso porque não tomamos conta do que a Natureza oferece para nós. Se continuarmos nesse ritmo, um dia teremos que comprar oxigênio para respirar. Mas aquí, estamos dando um passo na outra direção. Temos que entender os desafios do Século XXI e aí sairemos lá fora para advogar e educar as pessoas para que vejam o que a Natureza faz por nós.

IRB: Na sua palestra, o senhor falará sobre os principais problemas ambientais no mundo. Existe uma solução para esses problemas?

Kante: Vou defender – e acho que é um desafio para nós – há necessidade de precificar os serviços oferecidos pela Natureza, leis regionais, nacionais e internacionais para garantir a sustentabilidade da produção e também dos serviços prestados pelo ecossistema. Portanto, meu tópico principal será como garantir a sustentabilidade para o povo da Amazônia? Definitivamente, não se pode mensurar pobreza com quantidade de dinheiro. Meu pai não era pobre. Nós tínhamos três refeições diárias. As pessoas aqui na Amazônia não são pobres. Eles têm remédios, eles têm comida suficiente para fazer três refeições diárias. Então você não pode medir pobreza pelo Pinheiro no bolso.

IRB: Como então garantir essa sustentabilidade?

Kante: Acho que existe a necessidade de cobrar uma taxa justa pelos os bens e serviços fornecidos pela Natureza. Acredito que é errado tirar recursos do meio ambiente, lucrar e não pagar taxa nenhuma por isso. Essas taxas ajudariam a renovar esses recursos.   

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SERVIÇOS AMBIENTAIS

Velocimetro RJNET

Estatísticas do Blog

  • 65,167 hits

Follow me on Twitter

%d bloggers like this: