Nelson Tembra Blog

Cidadania, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente

Programa da AmBev é referência mundial em eco eficiência

Receita com reaproveitamento de subprodutos chega a R$ 80,8 milhões em 2010. Nos últimos três anos, companhia reduziu em 25% a geração de resíduos

O trabalho de eco eficiência desenvolvido pela AmBev foi vencedor da categoria “Better World” no programa Best Practices – Multiplying Solutions, que promove a troca de melhores práticas entre todas as operações da AB InBev no mundo. Por meio de soluções simples, a companhia brasileira está focada em desenvolver a cadeia de valor dos subprodutos gerados no processo de produção de bebidas.

 Em 2010, as operações da AmBev na América Latina Norte (LAN) – que compreendem Brasil, Guatemala, Peru, República Dominicana, Equador, Nicarágua, El Salvador e Venezuela – atingiram a marca de 98,2% de reaproveitamento de subprodutos. Esta conquista trouxe resultados positivos tanto para o meio ambiente quanto para o negócio da companhia.

Nos últimos cinco anos a AmBev reduziu em 70% a quantidade de resíduos sólidos descartados. Este resultado foi conseqüência do aumento da reciclagem de subprodutos e da redução em 25% na geração de resíduos nos últimos três anos. No mesmo período, a receita gerada pelo reaproveitamento de subprodutos aumentou 61%, atingindo R$ 80,8 milhões em 2010.

“Sabemos que este é um trabalho contínuo. Todas as práticas adotadas por nós são perfeitamente replicáveis em todas as unidades a AB InBev. Nossa meta é chegarmos 99% de reaproveitamento de subprodutos até 2012, índice já atingido por 14 de nossas fábricas”, afirma Beatriz Oliveira, gerente corporativa de meio ambiente da AmBev.

Soluções simples, resultados excepcionais

Na unidade de Viamão (RS) a AmBev está implementando um secador de bagaço de malte, subproduto destinado à ração animal. O secador utiliza paletes de madeira, outro subproduto, como fonte de calor para o seu funcionamento. O bagaço seco é mais fácil de armazenar, apresenta maior concentração de proteína e aumento da vida útil. Esta iniciativa é uma solução para o período de verão, quando a geração de bagaço de malte é maior devido ao aumento da produção de bebidas. O bagaço que não é utilizado imediatamente como ração animal é armazenado para posteriormente ser vendido, diminuindo assim o seu descarte.

 Mais informações:

Leonardo Bersi | Relações com a Mídia
Máquina Public Relations
Tel.: 55 11 3147 7404
Site: www.maquina.inf.br
Blog: blog. maquina.inf.br/
Twitter: twitter.com/maquinaweb

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 29/04/2011 by in Blog do Nelson Tembra and tagged , .

Navegação

SERVIÇOS AMBIENTAIS

Velocimetro RJNET

Estatísticas do Blog

  • 65,108 hits

Follow me on Twitter

%d bloggers like this: