Nelson Tembra Blog

Cidadania, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente

As mulheres e as mudanças

“Se a sociedade se organiza para demandar a equidade de gênero, isso se transforma em políticas públicas”, afirma Izabella Teixeira.

LETÍCIA VERDI

O encontro da Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade reuniu, nesta quinta-feira (25/10), em São Paulo, 200 participantes engajadas em mudar os atuais padrões de consumo, as relações de trabalho e os modelos de negócios. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, abriu a reunião e participou das discussões durante todo o dia. “Se a sociedade se organiza para demandar a equidade de gênero, isso se transforma em políticas públicas”, disse. A Rede é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA), criada em 2011 para mobilizar mulheres em cargos de liderança nas esferas pública e privada, com ou sem fins lucrativos.

Para inaugurar o evento, o publicitário presidente do Grupo ABC, Nizan Guanaes, palestrante convidado, afirmou que o século XXI tem todas as condições de ser o século da mulher. “Se quisermos mudar o padrão de consumo, temos que falar com as mulheres, são elas que decidem”, disse. Segundo ele, é fundamental engajá-las nessa pauta. “Acredito que vocês podem mudar o mundo”, disse Guanaes com bom humor à plateia. “A tarefa do século é tornar o mundo mais sustentável e não há ninguém mais indicado para essa tarefa do que a dona dessa casa – a mulher”.

NÚMEROS

Em seguida, a presidente da empresa Masisa no Brasil, Marise Barroso, destacou que somente 4% das empresas brasileiras são lideradas por mulheres. “Se isso não mudar, não teremos sustentabilidade”. Marise ilustrou a frase com o exemplo vivido por ela na empresa Amanco: “Quando entrei, 100% dos funcionários eram homens”, explicou. “Deixei a empresa com 50% da diretoria e 27% dos empregados compostos por mulheres”. Equilibrando o número de homens e mulheres, segundo ela, surgem novos pontos de vista, importantes para alcançar a sustentabilidade. “A mulher agrega coisas essenciais para esse objetivo: a empatia, a capacidade de formar e de fazer acontecer”, explicou.

A diretora executiva de Recursos Humanos e Coorporativos da Vale, Vânia Somavilla, destacou a importância da tecnologia para fazer a passagem para a era sustentável. “A tecnologia vai nos ajudar a tirar ainda mais o homem do trabalho braçal e, assim, alargar a área de atuação profissional para as mulheres”, explicou.

O debate prosseguiu em torno do legado da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). A representante da ONU Mulheres no Cone Sul, Rebecca Tavares, afirmou que houve um avanço grande no que diz respeito à organização da rede de mulheres, como o documento Plataforma 20, com metas para 2020. A Plataforma 20 foi apresentada na Rio+20 e está sustentada em três eixos: ampliação do número de mulheres em cargos de liderança com atuação na sustentabilidade; fomento do empreendedorismo verde e mudanças nos padrões de produção e consumo, com foco na classe média urbana, em especial nas mulheres. “Essa é de fato uma agenda de compromissos”, afirmou a ministra Izabella. “Nesse momento pós-Rio+20, temos uma agenda de trabalho global que não está restrita aos governos”, destacou ela.

GOVERNANÇA

O segundo painel abordou a governança da Rede, ou seja, como a rede será gerida e organizada. A secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do MMA, Samyra Crespo, apresentou os papéis dos conselhos consultivo e estratégico e da secretaria executiva da Rede, além de incentivar as presentes a se engajarem na causa. “A pauta de sustentabilidade é chave para o desenvolvimento. Em 2012 e 2013, a palavra é ação”, ressaltou.

Entre um painel e outro, era aberta a “tribuna livre”, para comentários e perguntas. Questões como a variedade de papéis atribuídos e assumidos pelas mulheres no mundo de hoje e como viver bem com todos ou escolher alguns deles foi tema de uma calorosa discussão no Centro de Convenções da Câmara Americana de Comércio, na capital paulista.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 28/10/2012 by in Blog do Nelson Tembra and tagged , , , .

Navegação

SERVIÇOS AMBIENTAIS

Velocimetro RJNET

Estatísticas do Blog

  • 65,208 hits

Follow me on Twitter

%d bloggers like this: